Festa do Pinhão movimenta e fortalece a economia da Serra Catarinense


Categoria Festa do Pinhão
Publicado em 20/06/2017




A história da Festa Nacional do Pinhão é um case de superação e sucesso. Afinal, surgiu como uma despretensiosa feirinha de fim de semana para reunir as famílias lageanas, e hoje está consolidada como um dos principais eventos do Brasil. A 29ª edição terminou neste domingo, dia 18, e a 30ª ocorrerá de 25 de maio a 3 de junho de 2018.

A primeira edição foi realizada pelo então prefeito Juarez Furtado nos dias 14 e 15 julho de 1973, no calçadão da Praça João Costa, com o objetivo de integrar as famílias, aproveitar a grande quantidade de pinhão disponível nas araucárias e inserir um evento anual na rotina do município.

Na ocasião, o calçadão recebeu duas Barracas da Amizade, com comidas típicas, desfile da rainha e princesas e apresentações de músicos locais. A festa se repetiu em 1974 e 1975, foi interrompida por 12 anos e voltou a ocorrer apenas em 1987. Em 1989, quando o atual governador do Estado, Raimundo Colombo, era o prefeito de Lages, o evento foi nacionalizado, só cresceu e nunca mais parou.

Prestes a completar 30 anos, a Festa do Pinhão atrai cerca de 300 mil pessoas de todo o Brasil por ano, movimentando a rede hoteleira, os restaurantes, postos de combustíveis, supermercados, pousadas alternativas, taxistas, salões de beleza e várias outras demandas ligadas ao evento.

“Pessoas de várias partes do país viajam centenas de quilômetros em direção a Lages todos os anos apenas para curtir a Festa do Pinhão. Só a divulgação que a cidade recebe em âmbito nacional já é um ótimo lucro. Mas o evento é muito mais que isso, e gera retorno de todas as ordens para a economia da região e, consequentemente, para os moradores”, diz Beto Ody, diretor da Gaby Produtora, responsável pela infraestrutura e parte artística da festa pelo quarto ano consecutivo.



Festa gera 1,6 mil empregos e movimenta muito dinheiro em apenas dez dias



Levantamento recente da Santur, órgão oficial de turismo do Governo do Estado, aponta que o gasto médio por pessoa durante uma edição da Festa do Pinhão é de R$ 260. Assim, estima-se que só o público do evento movimente em torno de R$ 78 milhões durante dez dias no parque.

Outro dado importante é que, apenas em dez dias, são gerados cerca de 1,6 mil empregos temporários dentro e no entorno do parque, especialmente em lanchonetes, estacionamentos, limpeza, segurança, montagem da infraestrutura e outros tipos de serviços.

“Os eventos festivos, como a Festa do Pinhão, trazem retornos financeiros importantes para o município. Considerando o gasto médio por pessoa, o impacto econômico nesse período é muito significativo”, comemora a turismóloga Ana Vieira, da Prefeitura de Lages.



Rede hoteleira mantém média de 90% de ocupação na Serra Catarinense



A rede hoteleira da Serra Catarinense conta com aproximadamente quatro mil leitos urbanos e rurais. E no setor, a expectativa é sempre a melhor possível na Festa do Pinhão. No segundo fim de semana do evento, o feriadão de Corpus Christi já é um tradicional convite aos visitantes, o que mantém uma média histórica de 90% de ocupação durante os dias do evento em todos os estabelecimentos da região.

“A Festa do Pinhão é a melhor época do ano para a rede hoteleira. É como o Natal para o comércio. São cerca de 700 funcionários no setor apenas em Lages, e muita gente ganha com esse grande evento”, diz o presidente do Sindicato dos Hoteis, Restaurantes e Bares de Lages, Cesar Alves.



“A Festa do Pinhão é a grande oportunidade de manter empregos”, diz presidente da CDL



O setor de comércio e serviços de Lages é um dos que mais ganham com a Festa do Pinhão. Afinal, as lojas aumentam as vendas, os supermercados e restaurantes ficam lotados e os hotéis urbanos e rurais praticamente lotam durante os dez dias.

Para a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Rosani Pocai, não há como pensar em Lages sem a Festa do Pinhão. Afinal, a movimentação financeira é muito grande e proporciona importante contribuição à economia da cidade.

“Os supermercados vendem muito para os turistas, para os moradores que recebem visitantes, para os hotéis e para os restaurantes. A Festa do Pinhão é a grande oportunidade de Lages manter e gerar empregos”.

Fonte: Catarinas



Links Patrocinados




Previsão do Tempo


Hoje em Lages, SC:
Chuvoso durante o dia e a noite


MÁX: 22°C  MIN: 16°C
veja a previsão completa